sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Sobre não carregar duas túnicas

Estava eu meditando o evangelho de ontem quando um certo trecho me chamou a atenção: "Recomendou-lhes que não levassem nada para o caminho, a não ser um cajado; nem pão, nem sacola, nem dinheiro na cintura. Mandou que andassem de sandálias e que não levassem duas túnicas." (Mc 6, 8s)
Beleza, até aí todo mundo entendeu que na hora de sair pra missão, confie na Providência de Deus... Ok. Mas o que talvez você e eu não tenhamos entendido é que: na hora de sair pra missão, confie na Providência de Deus!
Oi?! É.
Primeiro, o que é sair pra missão? Se você teve um encontro pessoal com Deus e entendeu que Ele te ama, perdoa seus pecados e lhe confiou o Espírito Santo até Sua segunda vinda, sair pra missão é acordar. Logo, a missão é tudo o que vem depois do acordar! É necessário que você perceba que aquele pra quem você vai pregar não está te esperando no banco da igreja durante um retiro. O bendito está do seu lado, quer seja fisicamente ou virtualmente, mas está do seu lado. E a sua missão é exalar Deus seja por palavras, seja no silêncio. 
Segunda parte, o que é confiar na Providência de Deus? Me perdoe pelo enfoque que eu vou dar, mas o meu questionamento estava em como isso acontecia espiritualmente falando, porque daí a gente já tinha entendido que duas túnicas eram duas túnicas, assim como pão significa pão fisicamente falando. Mas o que é esse pão, a sacola, o dinheiro e a túnica espiritualmente falando? São as minhas reservas. 
Ah, beleza, falou o óbvio... Não! Pare e pense! Sem reservas! Sem o "mas no caso de...", "ah, vou deixar isso aqui no cantinho só no caso de não dar certo..." Sem reservas! Porque Deus te quer por inteiro pra exalar Deus por inteiro. As suas reservas são aquilo que fazem você dar um passo pra trás quando parece que as coisas estão incertas ou profundas demais. A sua reserva é o seu excesso...
E daí nós voltamos à postagem anterior, qual é o excesso que eu tenho trazido no meu coração esses dias (ou sempre)? Qual é ou quem é o meu excesso?
Larga e deixa Deus cuidar de tudo. Permita-se ser ensinado pela Providência de Deus.
Deus te abençoe!

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Sobre o necessário, somente o necessário...

Sábado eu e meus amigos fomos estrear o "Just Dance Disney" para nos sentirmos princesas e príncipes dançando. No meio de uma pingada de suor e risada, eu precisei parar. Não parei porque estava cansada, não... Parei porque a música saltou aos meus ouvidos e eu entendi o que Deus estava tentando me dizer há muito tempo.
Oi?! Sim, acredite. A Disney é capaz de criar reflexão (vide o post sobre o Rei Leão que eu escrevi no ano passado), e dessa vez foi com o Mogli.

Se você já assistiu o filme, lembra daquela dancinha do "necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais"?! Pois bem, é isso, meu caro! Hoje eu estava andando na Barra da Tijuca e refletia o quão espetacular eram aquelas construções e o estilo de vida que vinha no pacote. Paraísos artificiais. Esse composto de palavras ficou muito claro na minha mente: paraísos artificiais. É tudo muito lindo, projeta uma qualidade de vida, cria desejos de ter... Mas é tudo oco! Sabe quando você bate numa caixa de madeira vazia e ouve aquele som oco? Falta alma, não é o essencial. O meu essencial traz plenitude à minha vida. O seu essencial traz plenitude à sua vida. E o seu essencial é o seu necessário.
É claro que o bom Deus pode desejar te surpreender com alguns mimos, que vão além e que chamamos, nesse contexto, de extraordinário. Mas o excesso não é a regra. Então pra que ter o excesso como meta? Vaidade, nada mais que vaidade...
Um trecho simples e interessantíssimo no meio dessa música é o diálogo do questionamento do Mogli e a resposta do Balu: "E o necessário pra viver você terá" "Mas quando?" "Você terá!"
É simples assim! Mas quando??? Confie, porque você terá! Quem confia na Providência de Deus não é desamparado. Confiar na Providência é confiar na Providência, sem história de "mas no caso de...". Confiar na Providência! Sem saber em que tempo virá, mas na certeza de que virá.
Que grande exercício! Esse é meu desafio hoje, e espero que você também aceite esse convite: Deixe-se ser ensinado pela Providência.
Que Deus lhe abençoe!