quarta-feira, 12 de junho de 2013

Sobre dia dos namorados, namorar, estar solteiro e esperar

(Devo alarmar que escrevo esse post em situação de coração começando a se desenferrujar depois de um tempo sabático sem reflexões intensas para não lidar com verdades da vida. Talvez não fique tão bom quanto você espera. Talvez fique.)
Dia dos namorados. O mundo (que se entende por Brasil, já que somos nós que celebramos nessa data, porém é o suficiente para chegar no ponto proposto) se divide em duas categorias: aqueles que comemoram e aqueles que são lembrados forçadamente que não comemoram esse dia. Aos dois grupos, eu pergunto:  Para que namorar?
Se o namoro é a finalidade em si, imagino que a pessoa se assemelhe a um turista perdido na Grande São Paulo sem mapa ou GPS. O pobre coitado vai ficar andando em círculos, pode até aproveitar algumas coisas, mas sem saber o que realmente é designado para ele aproveitar, e sem perceber, pode acabar parando numa área de risco. Parece até um pouco óbvio, mas é tão comum ouvir frases como "não existo sem você" e coisas afins, além de promessas a Santo Antônio para acabar com a carência e solidão da vida, que é tenso ter que lidar com o feed de notícias do facebook nessa data...
Mas se a finalidade do namoro é chegar ao Céu, é como se o roteiro turístico já estivesse dado, com todas as dicas do que é bom que se faça e do que é melhor evitar. Assim, as frases se parecerão com "não existimos sem Deus",e os pedidos para Santo Antônio serão para, em tudo,
realizar a vontade do Pai. E se a finalidade é a santidade, a espera faz todo o sentido e se justifica em si, o tempo de ser solteiro se torna um dom, e não um processo de solidão.
Não há ser-humano que sacie carências e salve de solidão. Band-Aid não é remédio, aquilo que esconde a ferida não a cura. Antes de um relacionamento profundo com alguém, que haja um relacionamento profundo com Deus. Tem certas coisas com as quais não se brinca, afetividade e sexualidade estão nesse grupo.
Não há pressa em receber os presentes de Deus, há pressa em multiplicar os dons que Ele já deu. 
#pronto,falei

Nenhum comentário:

Postar um comentário