quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A graça do Metrô

Tah, não vai rindo de primeira só por causa do título, não...

Mas existe uma graça sobrenatural (pelo menos para mim) ao viajar de metrô. Se você é do tipo que se prende em aparências, esse transporte é aparentemente sujo, mal cuidado, demora pra chegar e quando chega está lotado. Pessoas cheiram mal e o vagão das mulheres é barulhento que só ouvindo!

Se você sair um pouquinho da margem, verá que é um lugal especial para silenciar o coração em meio à multidão. Primeiro porque é uma ótima área para seus estudos de antropologia - nível básico - e segundo, porque é onde podemos entrar em contato com Deus num exercício de concentração contínua. Só no metrô eu consigo colocar minhas leituras em dia, rezo sem ficar enjoada e contemplo as necessidades do outro com um olhar de intercessão.

Experimente. Vai dar até vontade de viagens mais longas...

Um comentário:

  1. Achei fantástico!
    Observar o mundo é possível se apenas esperarmos o abrir das portas do vagão do trem.
    Se conseguirmos utilizar o que é trivial como via de acesso para o que é eterno certamente estaremos muito mais perto de Deus.

    ResponderExcluir